MÚSICA | APÓS 5 ANOS DE SILÊNCIO, O BLACK KEYS DESPERTA

Foram 5 anos desde o último lançamento. Nesse período os dois integrantes do Black Keys apenas se ocuparam em desenvolver trabalhos solos sem grandes repercussões de crítica ou público e algumas participações especiais.

Enquanto a expectativa e a paciência dos fãs apenas diminuía a cada novo ano sem novidades, a dupla basicamente observava em silencio o acúmulo de royalties pagos pela execução do single “Lonely Boy”, seu maior sucesso comercial, presente no álbum El Camino de 2011 e também desde então em todo lugar.

A canção alcançou uma execução enlouquecedora, o que por fim basicamente resultou em seu suicídio na preferência de muitos fãs, pois conseguiu registrar presença em trilhas sonoras de filmes pop descartáveis, séries adolescentes, jogos eletrônicos, comerciais diversos, lojas de departamento, restaurantes fast food e curiosas e duvidáveis playlists do é nomeado como “novo rock”. No YouTube por exemplo, a canção acumula 95 milhões de visualizações em um único canal, um número inimaginável quando se conhece a história e a performance comercial da dupla até então.

Mas vamos retornar para 2019. Sem qualquer aviso a dupla simplesmente acaba de lançar o single “Lo/Hi”, uma composição menos acelerada que o seu maior sucesso mas pronta para ocupar uma posição de alta rotatividade nas rádios, pautas sobre música e nomes de interesse para o line-up de futuros festivais.

O single não destoa da natureza de composição do Black Keys, um pop rock setentista com direito a todos os elementos e o clima de uma notável e antiga era para o rock’n’roll. A canção é boa, atende aos fãs mais obsecados, mas por não ousar em absolutamente nada – ela poderia estar presente em quase qualquer álbum da banda – o single acaba por se tornar um forte candidato à canção febre e esquecível. De uma forma não esperada, será infelizmente esquecível.

Em tempo, o claro registro de falta de ousadia e inovação atual deve-se a um acontecimento específico na carreira da dupla, transformando-se em um capítulo traumático na história do Black Keys. Após o estrondoso sucesso do álbum El Camino em 2011 a dupla investiu em uma tentativa de renovação da sua sonoridade, lançando em 2014 o álbum Turn Blue – um álbum incrível e certamente presente entre os seus melhores trabalhos – mas que diante do sucesso do trabalho anterior fora recebido como um fracasso. A crítica não entendeu, o público estava apenas interessado em um single, e assim temos parte do que pode ser a explicação dos últimos cinco anos sem novidades.

Acontece que o novo single não atende essa espera, e por mais que o Black Keys retome uma fórmula passada e quase certa, talvez o mercado continue considerando-o apenas uma banda morta.

AVALIAÇÃO: 2 | 5

<20|19>

Você também é parte do MESSCLA! Gostou da coluna? Ajude a nossa multiplicação! Curta nossa página e compartilhe nossos posts!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s