CINEMA | A REDENÇÃO DE MACHINE GUN PREACHER

Machine Gun Preacher registra a emocionante história real de Sam Childers, um convertido ex-detento viciado, e problemático pai de família, que encontrou na fé a sua redenção na vida criminosa que vivera até então. Childers constrói com o auxílio da fé, uma nova relação com o mundo ao seu redor, e conquista uma inimaginável vida estável sob uma conduta estritamente religiosa.

Comovido com a transformação evidente em sua vida, Childers torna-se pastor de sua própria igreja, um lugar seguro, construído por conta da sua gratidão religiosa, onde viciados e ex-detentos podem se sentir aceitos e unidos em torno da fé. Até esse momento, o relato da história real de Sam Childers já garantiria um incrível roteiro sobre superações humanas, um relato forte sobre o poder transformador da fé e a estabilidade garantida por um trabalho honesto, mas ao contrário do pode imaginar, o espectador está apenas acompanhando o prefácio de um verdadeiro super-herói moderno.

Após ter encontrado e se transformado pela fé, Sam Childers aceita o convite de um pastor e embarca em uma breve temporada no Sudão, onde reconstrói casas devastadas pela guerra civil. Uma vez em continente africano, Sam Childers tem contato com a indescritível realidade de uma guerra. Aterrorizado pelo reinado de terror do líder Joseph Kony, o pastor Childers decide redefinir os seus propósitos e assume um papel ativo na luta contra o Lord’s Resistance Army (LRA), um grupo armado que tenta estabelecer um governo teocrático no continente africano.

Joseph Kony é simplesmente o criminoso mais procurado no mundo. A anistia internacional estima que Kony seja o responsável por 400.000 mil assassinatos, e 40.000 mil raptos de crianças, que são torturadas, estupradas e forçadas a integrar o exército terrorista de Kony e seus comandantes.

Frente a uma realidade aterrorizadora, o pastor Sam Childers e sua esposa Lynn, fundaram o “Angels of East Africa”, um orfanato na cidade de Nimule, Sudão do Sul, onde atualmente possuem mais de 300 crianças sob seus cuidados. Devido à sua causa humanitária, e a sua imagem de marcada por segurar uma Bíblia em uma mão, e um fuzil AK 47 noutra, Childers foi apelidado de “Machine Gun Preacher”.

O filme dirigido por Marc Forster conta com Gerard Butler, Kathy Baker e Michelle Monaghan no elenco principal, e relata com precisão muitas das histórias presentes na biografia de Childers, o livro “Another Man’s War”.

Sem dúvida é quase inacreditável o poder de transformação atribuído à fé em Sam Childers. Sua causa humanitária, detalhada com cuidado no fime de Forster, elucida a triste realidade da guerra civil africana, transformando o relato em uma obra indispensável e atual. É uma pena imaginar que filmes dessa importância são obras despercebidas frente à blockbusters comerciais, onde guerras entre robôs tendem a ganhar mais atenção do que atrocidades reais, e os homens que verdadeiramente lutam contra o mal em algum lugar do nosso verdadeiro universo.

Recomendação obrigatória.

<20|12>

Você também é parte do MESSCLA! Gostou da coluna? Ajude a nossa multiplicação! Curta nossa página e compartilhe nossos posts!

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s