CINEMA | A REDENÇÃO DE MEL GIBSON

Quem já teve a oportunidade de assistir aos clássicos: “Mad Max”, “Máquina Mortífera”, “Coração Valente” e “O Troco”, sabe que Mel Gibson é um cara legal. Claro que o público tende a ignorar o seu legado por não perdoar o seu maior pecado, quando ao ser preso em 2006 por dirigir alcoolizado, Gibson se indispôs com a comunidade judaica ao desferir ofensas contra os judeus. Um erro que quase lhe custou (ou custou) a sua carreira em Hollywood.

Desde o ocorrido, Gibson não conquistou qualquer papel significante no cinema. As ofertas desapareceram, os grandes estúdios lhe sentenciaram ao esquecimento, e a imagem do galã sarcástico de Hollywood, astro de filmes de ação, retrata apenas um passado glorioso, sem qualquer expectativa em relação ao futuro. Mas talvez o bom e velho Gibson esteja voltando.

Com o recém lançado “Get The Gringo” (Plano de Fuga – em português), Gibson espera recuperar o seu lugar ao sol em Hollywood. Não que um único filme seja capaz de restabelecer sua posição antiga, muito ainda é preciso ser feito para isso, mas a fórmula empregada em “Get The Gringo” reúne todos os elementos pelo qual sabemos que Mel Gibson é um cara legal.

DVDWidescreenTemplate

Em seu novo filme, Gibson é um assaltante que em fuga cruza a fronteira americana com o México, iniciando uma série de conflitos entre bandidos de ambos os lados e alguns policiais corruptos. Os cenários desoladores e apocalípticos de “Mad Max” estão presentes na forma de uma prisão Mexicana, um universo paralelo peculiar controlado por traficantes e assassinos. A saudosa ação presente em “Máquina Mortífera” é constante do início ao fim, com direito a perseguições policiais, tiroteios coreografados, sessões de tortura e explosões dignas do que os fãs esperam de um filme de ação. Um belo recomeço para Gibson.

A luta pela defesa de ideais e inocentes, presentes no clássico “Coração Valente”, transforma-se na redenção do personagem de Gibson, que em “Get The Gringo” luta para sobreviver e salvar uma mãe e filho do destino traçado por traficantes. O humor ácido está presente por meio de comentários sarcásticos e observações hilárias, dignas de quem deseja conquistar novamente a simpatia da sua audiência.

“Get The Gringo” é um filme de ação acima da média, um projeto que resgata tudo o que mais adoramos em Mel Gibson e esperamos encontrar em um filme do gênero. Sem qualquer exagero, este é o primeiro passo certo para Mel Gibson finalmente voltar a ser um cara legal.

<20|12>

Você também é parte do MESSCLA! Gostou da coluna? Ajude a nossa multiplicação! Curta nossa página e compartilhe nossos posts!

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s