MÚSICA | 10 DESTAQUES DO LINE-UP LOLLAPALOOZA 2016

lollapalloza-2016

Como em todos os anos desde a sua realização, o anúncio do line-up oficial do festival Lollapalooza Brasil continua a dividir opiniões quanto a sua escalação. Para 2016 o perfil embrionário alternativo está quase que completamente extinto, substituído por artistas proevinientes de gêneros como o hip-hop e a música eletrônica.

lineuplolla16

Se a organização do festival aposta em nomes certos quanto ao sucesso do público, e consequentemente o sucesso do investimento, como Eminem, Snoop Dogg e Mumford & Sons, ainda é possível destacar alguns shows imperdíveis de artistas alinhados com seu espírito embrionário, presentes em sua escalação para 2016.

Destacamos 10 artistas e seus respectivos singles para você considerar em sua escalação mas, será que ignoramos algum? Participe com a sua selecão Lolla 2016 via comentários.

The Joy Formidable – Whirring

Se essa performance ao vivo de Whirring (com hipnotizantes 9 minutos de duração) não lhe convencer quanto a explosão de guitarras do Joy Formidable, nada mais será capaz de salvá-lo.

Cold War Kids – Miracle Mile

Provavelmente um dos nomes que devem figurar como melhor apresentação de todo o festival, o espetáculo do Cold War Kids é definitivamente uma religião a qual ser devotado.

Alabama Shakes – Future People

Poderia registrar que graças a preferência pessoal, este será o melhor show do festival, mas não. Este será definitivamente o melhor show.

Tame Impala – Let It Happen

Quem conhece sabe. Quem não conhece deveria. Quem não se interessa não me importa. Resumidamente: sensacional.

Die Antwoord – I Fink U Freeky

Provavelmente a farsa mais original e anárquica no universo eletrônico. Um show elétrico do início ao fim. Uma concepção única provinda da África do Sul para o mundo. Uma jóia auditiva absurda.

Walk the Moon – Anna Sun

Um excelente exemplo de equilíbrio pleno entre o alternativo eletrônico no universo pop. O New Order sente-se lisongeado.

Gramatik – Digital Liberation Is Mad Freedom

Por muito tempo ignorado, mas graças à insistência de amigos eu finalmente descobri o trabalho do Gramatik, e agora afirmo que trata-se de um dos favoritos em casa. Tente não dançar.

Seeed – Aufstehen

Trata-se de um exército formado por 17 músicos (!!!), sendo três vocalistas (!!!), devotados ao dancehall-ragga-reggae-hip hop (!!!). E sim, são alemães.

Vintage Trouble – Run Like The River

Quando você ler algumas críticas aleatórias apontando a apresentação do Vintage Trouble como a performance revelação do Lolla 2016 lembre-se, o MESSCLA não erra.

Florence + The Machine – Delilah

Entre os “grandes nomes”, a maior voz.

<o|o>

Você também é parte do MESSCLA! Gostou da coluna? Ajude a nossa multiplicação! Curta nossa página e compartilhe nossos posts!

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s