MÚSICA | PLÁGIOS MEMORÁVEIS: NIRVANA X THE CURE

nirvanaplagios

O plágio é o ato de assinar ou apresentar uma obra intelectual de qualquer natureza contendo partes de uma obra que pertença a outra pessoa, sem colocar os créditos para o autor original. No ato de plágio, o plagiador apropria-se indevidamente da obra intelectual de outra pessoa, assumindo a autoria da mesma.A regra é clara, certo?Em 1980 a banda The Cure lançou o álbum Seventeen Seconds, para muitos um clássico absoluto, para alguns apenas o registro de uma fase de experimentação gótica. Entre canções como “Play For Today” e “A Forest”, o b-side “M” era apenas mais uma canção sem qualquer expressão comercial, quase que restrita apenas aos fãs mais dedicados de Robert Smith.

Em 1991, Kurt Cobain, líder da banda Nirvana e futuro ícone da música, lançou Bleach – o cultuado primeiro álbum da banda de Seattle. Um trabalho marcado pelo início da formação de um novo estilo, um novo formato e abordagem musical, o grunge. Creio que seja possível afirmar que “About a Girl” seja o maior single de Bleach, e talvez, uma das maiores canções em toda a história do Nirvana. Afirmação sujeita à infinitos questionamentos por parte dos fãs mais devotados, mas digna de discussão.

Onze anos separam “About a Girl”, uma das canções de maior expressão comercial, de uma das maiores bandas da história, o Nirvana; de “M”, um b-side sem representatividade fora do universo de fãs do The Cure, sem dúvida também uma das maiores bandas da história.

Se nos atrevermos a atender a regra, “M” é o fruto original que possibilitou a composição de “About a Girl”. Para isso não é preciso ter qualquer conhecimento técnico ou sensibilidade musical, basta ter o mesmo bom senso que Cobain, que utilizou a estrutura básica de “M” para compor parte de sua identidade musical, um plágio.

“About a Girl” e “M” são canções igualmente lindas, mas todo crédito criativo, genialidade e originalidade são de Robert Smith, em 1980, e não de Kurt Cobain em 1991. Justiça seja feita.

Confira as duas canções e tire suas próprias conclusões.

Você também é parte do MESSCLA! Gostou da coluna? Ajude a nossa multiplicação! Curta nossa página e compartilhe nossos posts!

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s